fbpx

Ambiente organizado e tempos de pausa podem aumentar a eficiência e produtividade da sua empresa, confira!

Quem é do tipo de pessoa que fica procrastinando sabe como é só estalar os dedos para acumular uma muralha de serviços. Em geral, pessoas assim deixam de curtir os bons momentos da vida e estão sempre preocupadas com suas tarefas diárias, já que elas costumam durar duas – ou até três – vezes mais do que o normal.

Com todas as obrigações constantes em casa, na faculdade e no local de trabalho, fica difícil conciliar tudo com qualidade e muitos terminam o dia exaustos e estressados. Quando falamos sobre um ambiente corporativo, lembramos da produção, prazos e também da qualidade do serviço prestado a empresas ou clientes.

O curioso é que, muitas vezes, essa perda na qualidade da produção não está ligada ao desinteresse ou incapacidade do funcionário e, sim, à uma pobre gestão do tempo. Isso, somado aos hábitos errados que se tem, têm influência direta no grau de produtividade no trabalho.

Produtividade no trabalho

 

 

Mas, como produzir mais no ambiente de trabalho?

Na verdade, uma coisa está ligada à outra: sem os hábitos saudáveis no escritório, o desempenho tende a cair e, com a queda do desempenho, o trabalho aumenta, aumentando também o desgaste do profissional. Ou seja, a saúde será a próxima afetada.

Portanto, o profissional que encontra formas de produzir mais e melhor sai à frente dos demais e faz um trabalho mais qualificado, sem se desgastar com isso. Aquela velha frase “tempo é dinheiro” se encaixa perfeitamente no tema de hoje. As dicas que separamos vão ajudá-lo a organizar sua rotina e ganhar tempo!

 

  1. Estabeleça o tempo de trabalho e de pausa

É muito comum tudo girar em torno do trabalho e isso seria ótimo se fossemos seres mais equilibrados. Porém, a gente sabe que a neurose não demora a chegar se estivermos sobrecarregados, afinal de contas não somos robôs. Por mais óbvio que isso pareça pouca gente repousa o suficiente.

Aumentar a produtividade no trabalho não significa aumentar as horas de trabalho. O profissional que tem um período de descanso razoável e deixa o corpo se recuperar, volta ao escritório com mais vontade de produzir. Lembre-se: tudo gira em torno de sua condição mental.

Separando pelo menos 20 minutos de descanso ao longo da rotina de trabalho e, dormindo e se alimentando bem, o corpo tende a reagir melhor ao estresse. No ambiente de trabalho, evite ficar usando o celular ou outros dispositivos durante as pausas. Isso pode ser substituído por sessões de yoga ou meditações.

A ideia é relaxar corpo e mente e não ficar pensando sobre o que fará no dia seguinte. Se for possível, deite-se por alguns minutos, para o corpo relaxar por inteiro, e depois volte.

 

  1. Adote um cronômetro

Os mais ansiosos enlouquecem com aqueles projetos que devem ser entregues ao longo da semana ou do mês. No início do dia, esse tipo de profissional costuma dar mais atenção às suas distrações e, à noite, está tentando compensar o tempo perdido.

Nesses casos, o cronômetro pode ser um grande aliado, uma vez que vai forçar você a trabalhar durante um período específico de tempo. Essa prática traz ainda a possibilidade de o profissional medir suas capacidades e produtividade de forma mais clara. Assim, ele pode maximizar seu tempo sem ao menos perceber.

cronometro-tempo-no-trabalho

 

  1. Defina suas prioridades

Não adianta. Fazer tudo ao mesmo tempo para mostrar produtividade muitas vezes faz o tiro sair pela culatra. Na verdade, já se sabe que não é possível fazer mais de duas coisas ao mesmo tempo, com a mesma atenção.

Quanto maior for o foco em uma determinada tarefa, menos tempo se gasta e melhor é o resultado. Fazer tudo ao mesmo tempo, além de aumentar os níveis de estresse e ansiedade, pode até comprometer a reputação na empresa.  Isso porque os resultados tendem a dar mais brilho àqueles projetos bem estruturados e que foram feitos com mais concentração.

Outra coisa que acontece quando se quer ser multitarefas é a perda de energia. Fora que a ansiedade que se sente querendo fazer tudo ao mesmo tempo, pelo medo de não concluir nada a tempo, pode aumentar ainda mais, pois todas as tarefas tendem a levar mais tempo para serem concluídas.

O ideal é sempre priorizar o que é maior ou menor e, principalmente, o que precisa ser entregue agora ou posteriormente.

 

  1. Ambiente organizado, mente organizada

A organização, propriamente dita, é um fator que está diretamente ligado com o grau de produtividade no trabalho. Principalmente em ambientes onde se executa projetos diários e com prazos curtos, ter tudo bagunçado só atrapalha o indivíduo.

À primeira vista, pode parecer que não, mas a desorganização visual também afeta o nosso estado mental. Tire todas as tralhas que não usa mais, jogue papéis inúteis no lixo, faça uma limpeza periódica e tente sempre deixar o local visualmente belo e organizado.

Esse cenário também tira aquela sensação pesada do ar e traz mais conforto. A organização também inclui a compra de instrumentos mais rápidos, cadeiras e mesas mais ergonômicas – que vão cansar menos e trazer menos dores corporais, melhorando a motivação – além da própria decoração do ambiente. Tudo isto, ajuda a criar um ambiente corporativo ideal e mais inspirador.

 

  1. Faça o que tem que ser feito

De vez em quando, é normal que queiramos fazer perfeito e agradar a empresa, mas isso não pode virar uma obsessão. O importante é sempre prezar pelo serviço bem feito e não fazer nada para agradar um ou outro.

O profissional consciente sabe até onde ele pode ir e como gerir o investimento de tempo numa tarefa. Portanto, deve-se optar por fazer o que tem que ser feito e da forma que tem que ser feito, evitando querer fazer tudo perfeitamente, até porque nunca iremos agradar a todos.

Ficar muito tempo trabalhando numa única tarefa pode ser uma armadilha e você só vai notar isso quando chegar no fim do dia e não tiver feito nem metade delas.

Uma dica é deixar aquela tarefa que você quer fazer com mais qualidade por último. As chances de atraso reduzirão e a produtividade no trabalho vai aumentar. E, se por acaso houver atraso, será apenas no último projeto e não em todos os demais.

Agora que já viu nossas dicas, pode testá-las no seu dia a dia de trabalho para melhorar sua produtividade.  E ah, não deixe de contar sua experiência para nós do WebEscritórios!

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie seus imóveis
Click e saiba mais
Anuncie em nossos portais

Saiba mais sobre como podemos te ajudar

FALE CONOSCO