fbpx

Quais são as taxas que você tem de pagar ao comprar um apartamento?

Já decidiu que quer comprar um apartamento e está perto de fechar um negócio? Antes de dar esse passo, é preciso ficar atento quanto às taxas extras cobradas que vão além dos valores da parcela do financiamento e da entrada do imóvel. “É preciso planejar bem a compra da casa própria, principalmente por conta das despesas com a documentação necessária e impostos”, explica Rafael Sasso, economista e co-fundador do site Melhortaxa.

Em geral, dependendo do tipo de negócio, os gastos extras chegam a representar até 6% do valor total do imóvel. Isso significa que, se você comprar um apartamento no valor de R$ 500 mil, pode ter de pagar R$ 30 mil somente com essa parte mais burocrática do processo.

Para evitar ser pego de surpresa o ideal é se planejar. Uma sugestão é estimar quanto será esse valor e juntá-lo aos poucos antes de financiar um imóvel. Também é indicado fazer uma lista e pesquisar quais serão esses gastos. Para descomplicar a sua vida e ajudar na sua programação, a Melhortaxa traz para você a relação das principais taxas extras que podem ser cobradas na aquisição de um apartamento. Confira! Inclusive, veja o que podemos esperar do mercado imobiliário comercial em 2018.

Registro de compra do imóvel, emitido pelo cartório

Para comprovar que você é dono do apartamento que comprou é necessário fazer um registro do imóvel, processo feito em cartório. Vale ressaltar que isto deve ser feito após a assinatura do contrato, tanto para quem paga à vista quanto para quem faz um parcelamento.

Os valores para esse registro variam conforme o estado em que foi comprado e o preço do imóvel. No site Colégio Notarial do Brasil é possível consultar a tabela para São Paulo.

Taxas de avaliação e de evolução da obra

Taxas de Imóveis e outras informações

Quem financia um apartamento novo ou usado paga a taxa de avaliação, que é uma tarifa cobrada pelos bancos para analisar se o valor do imóvel está de acordo com os preços praticados pelo mercado. A cobrança é feita à vista, antes da liberação do financiamento.

Para se ter uma ideia, Sasso explica que o Santander cobra R$ 3.100 para fazer este tipo de avaliação. “No caso da Caixa, o valor é de 1% do financiamento, se o crédito for por meio do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), ou de 1,5%, se for pró-cotista”, aponta.

Já a taxa de evolução da obra, cobrança para aquisições na planta, é feita para custear o valor da construção, servindo para abater o saldo final da compra do imóvel. Descubra qual é a Taxa Selic atual e como ela influencia no mercado imobiliário.

Imposto de Transmissão de Bens Imóveis

O Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) é um tipo de cobrança feita pelos municípios. Somente após o pagamento deste imposto é que será oficializada a compra do apartamento. Quem faz financiamento por meio do Minha Casa, Minha Vida, utilizando o Sistema Financeiro de Habitação (SFH), recebe desconto para o pagamento do ITBI.

Em São Paulo, a prefeitura disponibiliza, pela internet, como é feito o cálculo deste imposto. Para financiamentos de até R$ 73.256,87, a porcentagem a ser paga é de 0,5% deste valor.

Escritura

É um documento que representa o contrato de compra. O custo dele também depende conforme a localização do imóvel. No site do 26º Tabelionato de Notas de São Paulo é possível fazer uma simulação de quanto será essa cobrança.

A escritura traz informações sobre o antigo e novo proprietário e deve ser registrada em cartório para ser validada. É importante ressaltar que quem fez um financiamento não precisa lavrar escritura, pois o contrato já é suficiente.

Reformas, mudança e comissões

Taxas de Imóveis e outras informações para se atentar antes de adquirir um apartamento

Por fim, não se esqueça dos gastos com reformas, mudanças e comissões para a corretora, caso tenha contratado uma para comprar um apartamento. Neste caso, além dos custos com cartório e impostos, de aproximadamente 6% do valor do imóvel, também será preciso pagar a taxa de corretagem.

Já o gastos com reparos e mudanças vão variar, mas existem algumas dicas para você economizar neste processo. A primeira é separar um valor para eventuais despesas com reformas, incluindo a instalação de armários, colocação de piso, pintura, entre outros. Outra recomendação é contratar apenas o transporte da mudança, cuidando você mesmo de empacotar os objetos.

Com planejamento e organização é possível evitar um impacto negativo no orçamento com as taxas extras cobradas durante o processo de compra da casa própria. Veja também como o Big Data pode ajudar no mercado imobiliário no Brasil.

Precisa de uma ajuda para pesquisa sobre as melhores opções de financiamento? Na Melhortaxa , por exemplo, todo processo de comparação para crédito imobiliário é feito de forma online e gratuita. A plataforma traça o perfil do cliente, faz a busca das melhores propostas nas instituições financeiras do país, auxiliando todas as etapas até o contrato ser fechado.

Saiba mais sobre a Melhortaxa

A Melhortaxa é um serviço totalmente gratuito que facilita o encontro das melhores taxas de financiamento imobiliário do Brasil. A equipe de especialistas em crédito oferece auxílio em todos os processos, desde o envio de documentos até a assinatura do contrato. Desde 2014, a Melhortaxa já recebeu milhares de solicitações que não param de crescer e já ultrapassou a marca de R$ 350 milhões em financiamentos e refinanciamentos imobiliários.

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie seus imóveis
Click e saiba mais
Anuncie em nossos portais

Saiba mais sobre como podemos te ajudar

FALE CONOSCO